Esperançar em tempos de COVID-19

Em março de 2020, impactados pela pandemia da COVID-19, o instituto mobilizou uma campanha de conscientização com o alerta “Fique em casa”, numa tentativa de conter a proliferação do coronavírus através do isolamento social.

Tendo em vista que a internet não chega para todos e preocupados com a população idosa ou aqueles e aquelas que não sabem ler, a campanha mobilizou uma vaquinha virtual para financiar carros que circularam pelos bairros e periferia de Teresina com aviso sonoro produzido e gravado pelos membros da ação.

O seu silêncio não lhe protegerá

 

O isolamento social, tido como medida principal para tentar inibir a transmissão do coronavírus, desvendou um problema social sério enfrentado por milhares de mulheres: a violência doméstica.

A casa não é um lugar segura para muitas mulheres e meninas que sofrem assédio e agressões constantes e houve um aumento alarmante nos números desses casos.

Para coibir agressores e incentivar denúncias que podem evitar tragédias, a campanha mobilizou mulheres estudantes, jornalistas, professoras e defensoras na gravação de um vídeo que circulou pelas redes sociais com informações de telefones e aplicativos para denúncia, bem como orientações para acompanhamento jurídico e psicológico. O vídeo contabilizou mais de sete mil visualizações e compartilhamento.